Na França: Saint Malo

DSC_0582i

Com a tímida chegada da primavera aqui na França, o céu abriu no final de semana passado e mais uma vez a Bretanha me deixou de queixo caído com as suas paisagens maravilhosas.

Visitando familiares na região da costa, tive a oportunidade de conhecer Saint Malo e seus arredores. A cidade intra-muros é o principal porto da costa norte da Bretanha e fica à 75km de Rennes, a maior cidade da região.

DSC_0486

Antes de chegar no destino principal. Fiz uma parada na cidade Saint Servan para conferir a Tour Solidor. A torre, que hoje abriga um museu, foi construída entre 1369 e 1382 para controlar a circulação do rio Rance, que percorre a costa oeste francesa.

Durante a Revolução e o Império, a torre foi transformada em prisão. Hoje, ainda é possível ver alguns desenhos nas portas que fechavam as celas.

DSC_0499

Chegando em Saint Malo, percorri o perímetro da cidade andando sobre os muros e tirando mil fotos dessa vista maravilhosa.

DSC_0511

Saint Malo é a cidade natal de algumas personalidades, como o escritor François-René de Chateaubriand, grande influência da literatura romântica. Jacques Cartier, o homem que descobriu o Canadá, também nasceu na região no ano de 1491.

A cidade foi bombardeada pelo exército alemão no século XX  e levou 30 anos para ser reconstruída. Hoje, ela é um dos principais pontos turísticos da Bretanha.

DSC_0530

Passeando sobre os muros da cidade, é possível avistar o Fort du Petit Bé, construído no século XVII para proteger Saint Malo dos ataques dos ingleses e holandeses.

DSC_0560

Durante o tour, entrei nessa torre de vigia, que estava vazia. Em compensação, a cidade parece ser muito bem vigiada pelas gaivotas, que nem se intimidam com as câmeras e ainda fazem pose.

DSC_0541

DSC_0516

Depois de percorrer a cidade, almoçamos em um restaurante em frente à prefeitura. Já devo avançar que o preço é bem salgado, mas vale a pena entrar e pedir um Crème Brûlée (em português: creme queimado), só para ver a sobremesa pegando fogo bem na sua frente.

Mas se preferir economizar, vale experimentar as famosas patates de Saint Malo, que são docinhos feitos de amêndoas com aparência de batata típicos da região.

DSC_0544

 

DSC_0569

DSC_0570

 

DSC_0574

Após deixar Saint Malo, passamos pela cidade vizinha que se chama Dinard. Sentados em um café de frente à praia, comemos um bom crepe de Nutella e depois pegamos a estrada de volta para Rennes.

DSC_1886

Depois da minha segunda visita à Bretanha, só tenho uma coisa a dizer: Vá! E se possível, vá durante o verão. Eu tive sorte com o tempo durante o inverno, mas na estação mais quente a região é ainda mais maravilhosa e agradável.

Para ir à Bretanha, saindo de Paris com destino à Rennes a passagem de TGV fica por volta de 100€ ida e volta. Sendo que Saint Malo fica à 45 minutos do centro, de carro.

A locomoção na costa entre uma cidade e outra pode ser complicada com o transporte público. Por isso, talvez seja melhor alugar um carro ou utilizar o sistema do Blablacar.

E aí? Gostou? Para saber mais sobre a Bretanha, leia aqui o post sobre a minha primeira visita à região.

Bisous ! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s